Devaneios perdidos

Saturday, November 09, 2013

Desculpe, flor Mas exalou de mim amor. Talvez eu vá Para não causar desamor Que a minha condição De rapaz bom Condena. Saio de cena sem refrão, Que é pra canção Soar pequena; Muito embora não pareça Que esse novo amor floresça Tamanha é a distância Que separa o seu querer Pro amor que ponho em meu poema.

Friday, July 13, 2012

As nuvens sumirão do ar e ficará o brilho do sol. Em tarde de futebol, as redes irão balançar e os gritos de gol ecoarão no Maracanã. No afã de te conhecer, nascerão novas manhãs clareando a solidão das madrugadas. Deixarei pegadas pra que me sigas e pontilharei as letras pra induzir que me digas. Não haverá outros amores, não sentirei dores de vazio, pois tudo ficará preenchido, tudo colorido, só calor, sem frio. Não escutarei os poetas, nem acreditarei em profecias, metas, elegias. Não haverá o não, senões, talvez. Só me bastará você. Pois quando a dor romper o ventre como um corcel num campo lindo e a luz brilhar no imenso céu, saberão vocês que chegou Rafael.

Thursday, May 31, 2012

Inocente


Virão as noites sem dormir
Pra te acalentar e te ninar.        
E se o sono insistir,
Maltratando meu luar,
Mamadeira pra esquentar;
Cafuné pro teu sorrir.
A mamãe já se deitou,
Logo, logo, acordar.
Se o papai já capotou,
Pois contigo se esbaldou,
Seu chorar pra despertar;
Outro dia madrugar.
No trabalho não parar,
Já que o tempo é vingador.
Na esquina um botão:
Nascerá a linda flor.
Corre tempo, passa já!
Quando vê, noite chegou.
Você junto da mamãe
E o papai se apaixonou.

Sunday, May 27, 2012

Breve. O primeiro passo...

Saturday, June 18, 2011

Recomeço

Ensaio um recomeço...

Tuesday, December 19, 2006

VOLTO EM 2007

Wednesday, November 08, 2006

Teu nome já não cabe no meu samba. Malandro bamba não quer mais saber de ti. E quando desfilares pela Lapa, podes procurar no mapa, não me encontrarás ali. Pois eu voltei pro meu barraco, onde sozinho me completo e me aplaco, a cantar uns versos fracos que é pra eu esquecer de ti. Então, assim, solitário me omito, em outro samba felicito aquele otário com quem andas por aí.